West Indies (Grenada, St. Lucia, Trinidad)

Através do convite do Bispo Justin Fields, OP, três irmãs da Mãe Dolorosa foram dos Estados Unidos para a ilha de Barbados no Caribe, onde em julho de 1960 abriram o primeiro convento em Speightstown. No verão do mesmo ano, as irmãs abriram a escola Holy Family. Em dezembro de 1960 adquiriram a propriedade anexa e aumentaram o convento que recebeu o nome de Villa Maria Convent; na mesma propriedade construíram o Hospital São José.

Em 1961, três irmãs chegaram à ilha de St. Lucia a pedido do Governo local, para ensinar na Escola Estadual para Enfermeiras, que funcionava ao lado do hospital Victoria na cidade de Castries. Não muito tempo depois, as irmãs se aproximaram de um grupo católico que pediu para elas patrocinar e construir um hospital particular. 

Fazendo um passeio na ilha de St. Lucia, naquela época, as irmãs viram um ex-hospital militar dos Estados Unidos, situado na cidade de Vieux-Fort. Depois de muitas negociações com o governo, o hospital foi entregue verbalmente às irmãs no dia 1º de maio de 1965. Não tinham dúvidas que reformar o hospital era algo impossível, por isto deram ao hospital o nome de St. Jude (São Judas, o santo do impossível). O hospital St. Jude foi aberto no dia 26 de outubro de 1966, com 100 leitos. 

Voluntários vindos de diversos lugares do mundo, em particular da Inglaterra, do Canadá e dos Estados Unidos, ajudaram as irmãs a realizarem o ministério no Hospital St. Jude.  Graças a seu trabalho duro e sua determinação, o hospital ofereceu muitos serviços clínicos especializados, entre os quais vários ambulatórios que foram abertos em 1976. Muitos médicos e suas famílias conseguiram servir a população, através de um programa de voluntariado. Infelizmente em 1992, por dificuldades financeiras, as irmãs devolveram o hospital St. Jude ao governo.

Em 1963, as irmãs da Mãe Dolorosa, estenderam o ministério de educação para a ilha de Grenada, onde ensinaram na Escola de Ensino Fundamental Paroquial. Em seguida abriram a Escola St. Rose. A escola St. Rose foi a primeira escola secundária, administrada por uma congregação religiosa feminina no Caribe. 

As irmãs continuaram seu empenho missionário e em 1966 abriram a Clínica St. Elizabeth em Port of Spain, Trinidad. Infelizmente em 1977 foi preciso fechar a clínica por problemas sociais e econômicos.

Em 1989, as irmãs da Mãe Dolorosa, que desenvolviam um ministério no Caribe, se uniram as irmãs nos Estados Unidos, para formar a Província U.S./Caribbean.

A pedido do Bispo Samuel Carter di Kingston, da Jamaica, a nossa Congregação, através da Província U.S./Caribbean, mandou quatro irmãs à Spanish Town, em St. Catherine, na Jamaica. As irmãs que chegaram à Jamaica em Agosto de 1994 trabalharam na escola e em diversas atividades da paróquia.

A cidade não era um lugar seguro e com o passar do tempo se tronou ainda menos segura. Perto do convento todas as noites havia tiroteios. Por causa desta situação, as irmãs deixaram a missão em agosto de 1997. As irmãs levaram belas recordações das crianças, da população e da Igreja; são sempre agradecidas pela experiência e o auxílio dado pela Igreja para ajudar a criar jovens mentes, corações e almas.

Depois de ter feito parte da Província U.S./Caribbean por vinte e oito anos, as irmãs da Mãe Dolorosa no Caribe se tornaram a Delegação St. Francis of Assisi em 18 de janeiro de 2017.

Hoje as irmãs da Mãe Dolorosa continuam a desenvolver a missão nas ilhas do Caribe (West Indies) de Grenada, St. Lucia e Trinidad onde estão presentes com vários ministérios.

 

Ministérios SSM 

Escola Secundária St. Rose 

A Escola Secundária St. Rose em Grenada celebrou seu 50° aniversário em setembro de 2015. Com cerca de 335 alunos, continuamos a responder as exigências espirituais e educacionais das pessoas que frequentam o Instituto. 

Franciscan Institute for Personal and Family Development 

Em 2001, o Franciscan Institute for Personal and Family Development, (Instituto Franciscano para o desenvolvimento pessoal e familiar), cuja sede central é em St. Lucia foi constituído um ministério itinerante, dedicado ao desenvolvimento de uma cultura de paz, na qual as relações estão baseadas em princípios de justiça e as comunidades são alimentadas pelos valores da tradição franciscana: compaixão, moderação, simplicidade e respeito por toda a criação. Usa-se um método psico-espiritual holístico para responder as exigências da pessoa como um todo (corpo, mente e espírito).

O Franciscan Institute esforça-se para trabalhar em estreita colaboração com a Igreja e outras organizações, para facilitar o desenvolvimento individual e familiar. São oferecidos: workshops, seminários, retiros, períodos sabáticos, serviços de orientação espiritual e aconselhamento; segundo as exigências de indivíduos, casais, famílias, escolas, paróquias e outras organizações.

Mesmo se a sede está em St. Lucia, por sua natureza itinerante, o Instituto oferece os mesmos serviços em Trinidad e em Grenada.

 

Outros ministérios

St. Martin Retreat Centre

As nossas irmãs administram e prestam serviço no St. Martin Retreat Centre (Centro para retiros St. Martin), propriedade da Diocese de St. George’s em Grenada. É um centro de espiritualidade que responde as necessidades espirituais de todos os fiéis.

Oferecemos alimentação e hospedagem para indivíduos e grupos que desejam utilizar os espaços para eventos e atividades que apoiem os valores e a sacralidade do lugar. Oferecemos também estruturas para conferências.

Espaço ideal para estar com Deus na oração, para descansar e relaxar, o centro está localizado no tranquilo e pitoresco vilarejo de Mt. St. Ervans, um lugar apropriado para quem busca ajuda para retirar-se em silêncio. 

Algumas de nossas irmãs, também estão envolvidas na Pastoral Juvenil em nível arquidiocesano e diocesano, na assistência aos idosos em casas de repouso, na catequese, nas escolas católicas e no ministério para os sem-teto.